Madri – Roteiro de 2 dias

Apesar de Madri ser uma cidade gigante, com mais de 3 milhões de habitantes, é possível conhecer os principais pontos turísticos em apenas dois dias. Isso porque Madri possui relativamente poucas atrações, especialmente para quem não é apaixonado por arte e não faz questão de visitar todos os museus da cidade ( que por sinal são muitos) … Esse foi o roteiro rápido que fizemos para uma amiga que precisou fazer um bate e volta…


1º dia:

– Palácio Real, o maior da Europa
– Musel del Jamon, ideal para experimentar os famosos presuntos ibéricos
– Plaza Mayor, um dos locais mais emblemáticos da cidade
– Mercado de San Miguel, o melhor lugar para comer as famosas “tapas”
– Puerta del Sol, onde se encontra o marco zero e o símbolo da cidade, um urso comendo frutos de uma árvore
– Chocolateria San Gines, o mais famoso churros com chocolate quente de Madri


2º dia:

– Puerta del Alcalá, antiga porta de entrada da cidade
– Parque del Retiro, com o lindo Palácio de Cristal
– Plaza de Toros de lãs Ventas, o maior espaço dedicado a touradas da Espanha
– Santiago Bernabéu, o estádio do Real Madri
– Templo de Debod, trazido diretamente do Egito
– Museo del Prado, um dos mais importantes do mundo, com entrada grátis de segunda a sábado, das 18h às 20h, e domingos, das 17h às 19h
– Restaurante Botín, o mais antigo do mundo

 A grande dica para quem vai a Madri é ficar pelo menos dois dias a mais na cidade para conhecer as cidades vizinhas, como Toledo, Segóvia, Ávila e Salamanca. Com os trens de alta velocidade, é possível ir e voltar no mesmo dia e se deslumbrar com as cidades que preservam as características medievais. Imperdível!


Para se locomover em Madri, use e abuse do metrô, comprando o cartão com 10 viagens, que garante um bom desconto no valor de cada ticket e pode ser usado por mais de uma pessoa. Na região central, onde estão concentradas a maioria das atrações, prepare-se para andar muito!